Follow

06 dezembro, 2017

Odeio Você

Odeio te ver, porque quero te esquecer.
Odeio gostar de você, porque perco meu tempo.
Odeio seu jeito, porque foi o melhor até hoje.
Odeio odiar você, porque não quero te perder.
Odeio perder meu tempo te admirando, porque percebo que não está me notando.
Odeio as músicas que eu faço, porque em todas elas contém você.
Odeio ver você partir, porque não estou pronta para desistir.
Odeio sonhar com você, porque não estou pronta para não odiar você.
Odeio a parte em mim que diz pra te odiar,
porque afinal eu só sei te amar!
2009.

04 dezembro, 2017

Bordados on the Wall

   H E Y   E V E R Y O N E !!!
   Eu sou completamente apaixonada por bordados, e eu sempre quis aprender a fazer. E depois de ver vários deles pelo Istagram e Tumblr, eu resolvi trazer umas inspirações aqui para o blog.
   E quem pensava que os bordados eram coisas de vó se enganou feio! Pois agora, mais do que nunca ele vem sendo aderido por todas as idades, e tem voltado de uma forma moderna e atualizada. E entre frases e desenhos eles vão parar na decoração de ambientes e etc. 
   A minha maior inspiração para escrever esse post foi a Lyla Mori, uma recente descoberta que fiz no Instagram. Ela é muito talentosa e me fez desejar ainda mais aprender a fazer bordados.
Uma publicação compartilhada por lyla mori (@moonflesh) em
Uma publicação compartilhada por lyla mori (@moonflesh) em
O U T R A S    I N S P I R A Ç Õ E S

    E para quem deseja aprender, aqui no Brasil tem um grupo conhecido como "Clube do Bordado" onde você pode aprender  a bordar assistindo ao canal do YouTube e também pode comprar utensilhos pela lojinha do site. O Clube do bordado ainda conta com uma página do Facebook e um Instagrame vale a pena conferir.

20 novembro, 2017

I Miss You Baby Hannah

   Hoje faz uma semana que minha baby Hannah se foi e parece que já faz anos.
   Vira e mexe, e eu me pego pensando no primeiro dia em que ela veio, e no quanto eu fiquei feliz por estar tendo uma compania. Eu me sentia muito sozinha e estava em uma fase terrível de depressão, e ela me ajudou a superar e me fazia muito feliz. Ela era como um raio de sol que alegrava meus dias.
   Sempre bagunceira, arrancava minhas roupas do varal pra deitar em cima, e eu nunca me icomodava. Eu até achava curioso o fato de ela só arrancar as minhas roupas do varal, mas é claro que ela sabia quem era a sua dona. Ela também amava pular no meu colo principalmente quando eu vestia preto, já deixando seu rastro de pelos. ♥
    Ela era a cachorrinha mais dócil que esse mundo já teve e eu me sinto muito abençoada por ter tido os sete anos mais incríveis da minha vida com ela, embora tenha sido difíces. Ela esteve comigo na escuridão e na minha tristeza, e eu me senti muito ipotente vendo ela dar seu último suspiro. Eu fiz de tudo e mesmo assim não foi o suficiente. Eu sinto muito!
    Eu sempre dizia que gostava de ficar em casa sozinha, mas eu não me dava conta de que na verdade eu tinha compania, e agora eu tenho evitado ao máximo ficar em casa porque agora sinto que realmente estou sozinha. A casa nunca esteve tão vazia.
    Eu não imaginava que amava tanto a minha pequena Hanninhah e me dói muito lembrar que ela não está mais aqui, mas eu recebo conforto quando me lembro do quanto ela me amava e demonstrava isso todos os dias.  Mas nada acontece por acaso. Talvez já era mesmo hora de ela ir para que eu amadurecesse e começasse a encarar a vida de verdade, sem fantasias...