03 fevereiro, 2017

I Don't Want to be a Loser

    São 17:53 da tarde e eu ainda não fiz absolutamente nada pra mudar a minha vida. Assisti um filme na sessão da tarde (aquele o terno de um bilhão de dólares), e li alguns capítulos do livro que estou lendo (O Futuro de Nós dois). Acordei meio dia e alguma coisa e almocei às três pouco enquanto esperava o filme começar. Estou procrastinando terminar os projetos que comecei (inclusive as metas desse ano), e sabe de uma coisa... Eu não sei o que estou fazendo com a minha vida.
    Não era assim que eu me imaginava no futuro. Eu pareço um lixo de dezenove anos cheirando a fracaço e desespero. Minhas tranças estão soltando e meu cabelo está ficando todo em pé. Estou usando meias que batem até na canela e ainda não tomei banho hoje. Nem me lembro quando foi que lavei meu cabelo. Meus pelos crescem por toda parte, até mesmo as axilas que acabei de depliar com cera quante, já estão cheirando mal com os pelinhos que crescem de novo e me inomodam. Eu realmente odeio pelos, mas não sinto vontade de tirá-los agora, estou agoniada demais pra pensar neles. Mas pelo menos as minhas unhas estão feitas e pintadas de lilás, que não é minha cor preferida, mas eu iria morrer de depressão se eu pintasse minhas unhas de azul marinho de novo.
    Minha vida é uma bagunça, meu quarto é uma bagunça e mesmo que eu tente organizar nada dá certo. Nem um emprego decente eu tenho e não faço as coisas que amo. Entreguei milhares de currículos em três anos e deve ter escrito na minha testa "PERDEDORA", bem grande por que ninguém sequer me ligou pra marcar entrevista. Outra possibilidade é que eles podem estar usando meu currículo como rascunho ou passando diretamente na máquina de picotar papel. Meu amigo disse que as empresas não tem uma máquina dessas, mas em um sábado que fui no centro eu vi um monte de papéis picado no lixo e com certeza meu currículo de perdedora estava lá.
     É tudo muito triste, e mais ainda por que eu reflito e penso sempre que não era assim que eu me imaginava no futuro. Deve ser por isso que eu nunca quis crescer, mas aconteceu, já que o Peter não veio me buscar pela janela. Na próxima vida vou me lembrar de nascer ruiva e me chamar Wendy.
   Eu definitivamente não sei o que fazer a respeito da minha vida, desse blog e de todo o resto. E eu nem se quer tenho um celular pra fazer minhas caminhadas ouvindo músicas como eu fazia antes pra ficar calma. Ahh e o cabo do meu notebook parou de funcionar de novo e não tenho grana pra comprar outro. Está tudo uma DROGA! E olhem só pra mim usando gifs pra me expressar da maneira mais loser possível.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Resumiu a minha vida. Agora imagina tudo desse texto na pele de uma mulher de 23 anos... Pois é, é tudo dobrado. Mas eu não perco a esperança e continuo lutando pelo que eu quero. Amo meu blog e meu canal, queria leva-lo pra frente mas não dava porque meu computador sempre me deixava na mão, meu celular era um lixo e não tinha nada... Depois de muito tempo, essa semana consegui voltar com o blog e o canal porque Deus colocou na minha vida um amigo que trocou meu pc ruim por um pc novinho que ele mesmo montou.. As coisas não são da maneira que a gente quer e sim da maneira que Deus quer. Sei que existe um propósito por eu aos meus 23 anos nunca ter conseguido arrumar um emprego. E sei que na hora certa Deus vai fazer tudo direitinho da maneira mais perfeita. É só esperar com paciência. E curtir as pequenas coisas que Ele nos faz mas deixamos passar batido porque estamos presas nas coisas grandes. Xoxo' ♥
    Não Sou Uma IT! | YouTube | Fanpage

    ResponderExcluir

Copyright © 2014 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo